Igreja armênia em Istambul sofre ataque após discurso de Erdogan contra armênios

0
0

Asbarez

A Igreja de Santa Maria em Istambul foi vandalizada no final da semana passado após uma tentativa de incêndio à igreja.

O Patriarcado de Istambul divulgou uma declaração na semana passada dizendo que um indivíduo ateou fogo à entrada da igreja com o intuito de iniciar um incêndio incitando crime de ódio.

Garo Paylan, membro armênio do parlamento turco que representa o Partido Democrata do Povo – ou HDP – pediu ao parlamento da Turquia que investigasse o incidente e dirigiu uma investigação ao ministério do interior do país.

Em sua denúncia, Paylan citou o discurso do presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, em 4 de maio no qual chamou o uso da expressão “restos da espada” como depreciativo aos armênios. Paylan questionou se o uso da frase de Erdogan influenciou o ataque à igreja.

No discurso, Erdogan disse: “Embora agora sejam muito poucos em número, não permitimos a perseguição de terroristas que são restos da espada …”

“Em 8 de maio, um crime de ódio foi cometido contra a Igreja Armênia em Bakirkoy, Istambul, quando seu portão foi incendiado. Foi relatado na imprensa que, depois que o suspeito que cometeu o crime de ódio foi capturado, disse: “Eu queimei porque eles causaram o coronavírus – a praga”.

“Recentemente, ataques de ódio foram realizados contra igrejas em Bakirkoy e outros distritos. Observações discriminatórias e discursos de ódio foram escritos nas paredes dos locais de culto. Houve tentativas de ataques armados”, disse Paylan em sua denúncia.

Deixe um comentário