Home Da Redação Estátua de líder azerbaijano gera protestos na Cidade do México

Estátua de líder azerbaijano gera protestos na Cidade do México

Ativistas mexicanos dos direitos humanos fizeram hoje uma grande manifestação contra a estátua de Heydar Aliyev em Polanco, bairro arborizado e cheio de parques da capital.No local existem estátuas de Abraham Lincoln, Martin Luther King e  Gandhi.

Estranhamente foi inaugurada no mesmo local a estatura do já falecido líder azerbaijano, pai do atual presidente , Ilham Aliyev, bem maior e mais imponente que dos outros lideres mundiais historicamente reconhecidos.

Isso gerou tremenda irritação nos moradores do local, principalmente para aqueles que sabiam quem era o “homenageado”.

Eduardo Farah, líder comunitário do bairro disse: Se não fizermos nada daqui há pouco estão inaugurando uma estátua de Idi Amin Dada, general e presidente genocida ugandense.

Heydar Aliyev foi um importante líder da era soviética que reconhecidamente montou uma enorme rede de corrupção que passou a dominar a vida política e econômica do país e que transmitiu, ao seu filho de forma ditatorial, o poder em 2003.

“Isso é uma afronta”, disse o manifestante Homero Aridjis, um poeta  e ambientalista muito conhecido. “Temos símbolos bastante ruins aqui no México, não precisamos importá-los de fora.”

Para construir a gigantesca estátua foram retiradas árvores centenárias em uma cidade mundialmente conhecida pela poluição.

O governo azerbaijano pagou cerca de U$ 5 milhões de dólares para a administração regional de Polanco segundo acusam os ativistas.

A estátua fica sobre um pedestal de mármore branco e  o seu nome gravado em letras de ouro, na frente de um mapa do Azerbaijão feito de pedra raras artesanais. Bancos de ferro cercam a estátua e uma placa  diz : ex-líder da KGB  que governou de 1993 até pouco antes de sua morte, em 2003, “é um brilhante exemplo de devoção à pátria infinita” que dirigiu  o Azerbaijão no caminho de um “democrático e próspero desenvolvimento “.

Os manifestantes sugeriram que o local passe a se chamar Parque da Vergonha.

Deixe um comentário