Home Da Redação Eleições na Armênia: Partido de Pashinian consegue 70% das cadeiras do Parlamento
1

Eleições na Armênia: Partido de Pashinian consegue 70% das cadeiras do Parlamento

0
1

DW, BBC

Os armênios apoiaram o líder dos protestos e atual primeiro-ministro em exercício, Nikol Pashinian, nas eleições parlamentares do último domingo, dia 9 de dezembro.

Com todos os votos contados, a aliança Meu Passo (Իմ քայլը) ,do qual o partido de Pashinian, Congresso Nacional, faz parte, obteve 70.4% dos votos, de acordo com os resultados divulgados pela Comissão Eleitoral Central da Armênia. O partido Armênia Próspera terminou em um segundo lugar bem distante com apenas 8 por cento.

O Partido Republicano, que controlava o antigo parlamento e é liderado pelo ex-primeiro-ministro Serzh Sargsyan, sofreu uma grande derrota e recebeu 4,7% dos votos.

Armênia Reluzente, um partido liberal pró-ocidental, ganhou cerca de 6% dos votos

Os partidos precisavam de pelo menos 5% dos votos para ocupar um dos 132 assentos na Assembleia Nacional. Porém, a constituição da Armênia afirma que 30% dos assentos no parlamento devem ir para os partidos da oposição, então os partidos Armênia Próspera e Armênia Reluzente dividirão as vagas restantes.

O comparecimento às urnas foi baixo, cerca de 49%.

Pashinian saudou a vitória na segunda-feira, agradecendo o “povo poderoso” da Armênia.

“Eu amo todos vocês, estou orgulhoso de todos vocês, eu me curvo a todos vocês”, o ex-jornalista de 43 anos postou em sua página no Facebook.

Pashinian assumiu o cargo em maio depois de liderar protestos massivos contra a corrupção de seu antecessor, Sargsyan.

Ele então pressionou por eleições antecipadas ao renunciar em Outubro, o que consequentemente dissolveu o Parlamento, a fim de conseguir mais aliados e ganhar o controle do parlamento, que era liderado pelos republicanos de Sargsyan.

Os críticos de Sargsyan acusaram-no de tentar se manter o poder, tornando-se primeiro-ministro depois de cumprir dois mandatos como presidente. Uma emenda constitucional em 2015 mudou o sistema presidencial da Armênia para um parlamentar, concedendo mais poder ao primeiro-ministro.

Veja abaixo o resultado final:

Comment(1)

  1. Como resultado de eleições parlamentares repentinas, a Federação Revolucionária Armênia não estará representada na Assembléia Nacional da 7ª convocação da República da Armênia.

    Isto é uma derrota, mas não dos nossos eleitores.

    E nessa derrota vemos o seguinte:

    A. o eleitor deu hoje a sua voz ao indivíduo, não à ideia e ao programa,

    B. um dos eleitores do eleitorado de hoje é exibido na imagem do “inimigo interno” e se surpreende com os perigos externos e internos,

    C. Abordagens Dashnaktsutyun hoje são percebidos pela minoria,

    D. não atribui adequadamente o fator Artsakh à agenda política,

    E. é formado na Assembleia Nacional sem um claro caráter ideológico e nacional.

    Esta curta campanha também foi destacada pelo fato de que nós,

    A. Temos uma ideia real sobre o exército de apoiadores que participarão da nossa luta. Esse exército é pequeno, mas, na verdade, sua decisão é clara, inadequada e ditada apenas pela convicção interior e pela consciência clara. Nenhuma pessoa inconsciente, nenhuma pessoa casual.

    B. Fomos capazes de argumentar, levantar nossas preocupações, responder a tendências perigosas, trazer nossos argumentos. No momento, nosso discurso não foi amplamente percebido e subestimado, mas conseguimos mostrar a situação negligenciada criando uma oportunidade de pensar e analisar as atitudes. No decorrer do tempo, nossos cidadãos, que são imparciais sobre o destino da pátria e que entendem a importância da questão Artsakh, combinam as notícias diárias com nossas preocupações e percebem que estávamos falando sobre o alarme.

    Somos gratos aos cidadãos que votaram pelo ARF,

    Somos gratos a nossa juventude

    – pela dedicação eterna e energia ardente,
    Para nos colocarmos em nossa causa comum
    – vincular suas vidas à organização mais importante e mais responsável do mundo.

    Nós somos gratos às nossas fileiras,

    trabalho consistente todos os dias,
    • anos comprovados de fidelidade,
    • rigor, observação, mas disciplina.
    Fecha este estágio da história e vem novo. Entramos nesta nova história com uma sólida base nacional, com o nosso sonho do futuro e decidido a lutar.

    FRA – TASHNAGTSUTIUN

    10 de dezembro de 2018

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *