Home Esportes Armênia ganha sua primeira medalha nos Jogos Europeus em Baku

Armênia ganha sua primeira medalha nos Jogos Europeus em Baku

Armenianow

Mihran Harutyunyan
Mihran Harutyunyan

O lutador greco-romano armênio Mihran Harutyunyan trouxe a primeira medalha para o país nos Jogos Europeus que estão sendo realizados em Baku, Azerbaijão. O atleta de 26 anos que luta na divisão de 66 kg perdeu para o russo Artyom Surkov na final e foi premiado com uma medalha de prata.

Outro lutador greco-romano armênio, Maxim Manukyan, foi destaque na competição ao vencer o vencer lutador do Azerbaijão Saman Takhmasebi por 9-0. Na disputa do 3º lugar, entretanto, perdeu para um concorrente turco na divisão 85 kg.

Os lutadores de luta livre olímpica da Armênia irão competir neste dia 17 de junho.

Ao todo, a equipe Armênia é composta por 25 atletas competindo em seis esportes (sambo, tiro, judô, wrestling, boxe e taekwondo) nos Jogos que serão realizados até 28 de junho.

As performances dos atletas armênios estão ocorrendo sob forte pressão psicológica das arquibancadas, refletindo as relações hostis que existem entre a Armênia e o Azerbaijão devido ao conflito em Nagorno-Karabakh.

A delegação armênia ouviu vaias e assobios do Estádio Olímpico em Baku durante o desfile dos atletas, quando os Jogos foram cerimonialmente iniciados na sexta-feira (dia 12).

O lutador russo de etnia armênia Stepan Maryanyan, que ganhou uma medalha de ouro na final dos 59 kg greco-romano no sábado e também ganhou de um rival do Azerbaijão no caminho de sua vitória, falou sobre a “pressão do estádio” para a mídia internacional após a competição.

empty425x239O Comitê Olímpico Nacional da Armênia tomou a decisão de enviar atletas para Baku depois de representantes do Comitê Olímpico Internacional e Europeu, bem como o governo do Azerbaijão, garantirem segurança para eles.

Alguns atletas de renome, incluindo os campeões mundiais de wrestling Arsen Julfalakyan e Artur Alexanyan, decidiram ignorar os Jogos, explicando oficialmente suas decisões pela necessidade de treinar para os campeonatos do mundo, em setembro.

Muitos na Armênia e na Diáspora em todo o mundo têm também criticado a comunidade esportiva do país em sua decisão de enviar atletas aos Jogos que são amplamente vistos como um meio para o regime autoritário do Azerbaijão promover a sua imagem internacional.

Veja abaixo algumas charges de reações internacionais aos Jogos:

Deixe um comentário