Home Da Redação Observadores internacionais elogiam eleições parlamentares da Republica de Nagorno-Karabakh

Observadores internacionais elogiam eleições parlamentares da Republica de Nagorno-Karabakh

0

A Republica de Nagorno-Karabakh (Artsakh) realizou a sua sexta eleição parlamentar no dia 3 de maio de 2015, com um sistema eleitoral transparente, imparcial e em consonância com os padrões internacionais, de acordo com uma equipe de acadêmicos e especialistas independentes dos EUA, México e Brasil.

facebook_1430899716363
Foto: divulgação (Santa Cruz County Clerk/Elections)

Durante o processo eleitoral, os membros do Observatório Eleitoral e da Equipe de Assistência Técnica da Universidade da Califórnia visitaram delegações, candidatos, comitês eleitorais de partidos políticos, seções eleitorais e repartições governamentais, incluindo a defensoria de direitos humanos da Republica de Nagorno-Karabakh.

No dia da votação, os observadores estiveram em 16 diferentes seções eleitorais em seis das nove regiões que compõem Artsakh e também em um departamento que auxilia os eleitores que por algum motivo não estavam na lista de votação. A equipe também esteve presente na abertura e no fechamento das seções eleitorais, alem de analisar a custodia dos votos e a apuração no centro administrativo distrital da Comissão Eleitoral Regional.

Uma equipe também compareceu a seção eleitoral que funcionou dentro da única penitenciaria do pais, onde 20 eleitores estavam aptos a votar. Antes da eleição, a equipe visitou uma seção eleitoral em Yerevan para cidadãos que residem na Armênia, incluindo aqueles que estão em escolas militares ou em universidades.

Durante as eleições, os observadores puderam acompanhar um processo eleitoral honesto, transparente e rigoroso. “O comprometimento dos eleitores e mesários de Nagorno-Karabakh impressionaria qualquer pais”, afirmou Gail Pellerin, oficial de justiça do Condado de Santa Cruz, Califórnia, se referindo ao fato da presença de eleitores nas urnas ter ultrapassado 70%.

Os observadores também ressaltaram a participação equitativa das mulheres de NK em cada aspecto da eleição, incluindo a participação na votação, nos trabalhos nas seções, nas representações dos partidos políticos, postos governamentais e nas candidaturas. “As eleições chamaram-me a atenção em dois aspectos: a boa organização das seções eleitorais e a significativa participação dos idosos. Ademais, eu posso dizer que não observei nenhum tipo de pressão sobre os eleitores nas oito seções que visitei”, destacou Rodrigo Gómez, da Universidad Autónoma Metropolitana-Cuajimalpa, México.

A equipe de observadores está preparando um relatório destacando suas impressões e fazendo sugestões para a melhoria do processo eleitoral. O relatório preliminar incluirá recomendações para a implementação de opções alternativas de votações para aqueles eleitores que não estão em suas zonas eleitorais no dia da votação,e para aqueles que não podem ir ate a seção eleitoral.

A equipe do Observatório Eleitoral e da Equipe de Assistência Técnica da Universidade da Califórnia foi composta por um grupo de profissionais e acadêmicos independentes, pesquisadores e especialistas na área de processo eleitoral e direitos humanos.

Uma equipe do Observatório Eleitoral e da Equipe de Assistência Técnica da Universidade da Califórnia já havia monitorado as eleições presidenciais em Nagorno-Karabakh em 2012. Para as eleições parlamentares de 2015, a equipe foi composta por Karin Mac Donal, diretora do Centro de Pesquisa de Administração Eleitoral da Universidade da Califórnia Berkeley, Gail Pellerin, oficial de justiça do Condado de Santa Cruz, Kristen Abajian, Iniciativa Iniciativa de Direitos Humanos da Universidade da Califórnia Davis, Peter Abajian, Fundação Paros, Carlos Antaramian, CIESAS, Cidade do México, Rodrigo Gomez, Universidade Autônoma Metropolitana Cuajimalpa, México, e Heitor Loureiro, doutorando pela Universidade Estadual Paulista.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *