Home Da Redação Áustria reconhece o Genocídio Armênio

Áustria reconhece o Genocídio Armênio

0

Armenpress, Armenian Weekly, Aysor

Austrian_Parliament_Building_by_nightO Parlamento austríaco aprovou uma declaração nesta terça, 21 de abril, condenando o Genocídio Armênio e chamando a Turquia a enfrentar sua história. Segundo fontes, todos os seis grupos do parlamento apoiaram a declaração, que também reconhece o papel do Império Austro-Húngaro em apoiar o Império Otomano durante a Primeira Guerra Mundial.

A notícia surge um dia depois que a Alemanha anunciou seu plano de apoiar uma resolução afirmando o Genocídio, que será votada em 24 de abril.

O parlamento da Alemanha irá usar o termo genocídio na resolução, e o governo nesta segunda, 20 de abril, disse que apoiará o movimento patrocinado pelos partidos no poder.

O anúncio oficial da resolução acontecerá nesta quarta, dia 22 de Abril, durante sessão do Parlamento austríaco e antecederá um minuto de silêncio em respeito aos mártires do Genocídio.

O Genocídio Armênio foi reconhecido e condenado pelo Uruguai (1965), a República de Chipre (1982), Argentina (1993), Rússia (1995), Canadá (1996), Grécia (1996), Líbano (1997), Bélgica (1998 ), Itália (2000), do Vaticano (2000), França (2001), Suíça (2003), Eslováquia (2004), Holanda (2004), Polônia (2005), Venezuela (2005), Lituânia (2005), Chile (2007), Suécia (2010), Bolívia (2014).Também pelo Vaticano, o Parlamento Europeu e o Conselho Mundial de Igrejas. 43 de 50 estados norte-americanos reconheceram e condenaram o Genocídio Armênio. Parlamentos de vários países europeus adotaram leis que criminalizam a negação do Genocídio. A Turquia, no entanto, nega o fato.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *