Home Da Redação Grupo organiza excursão para territórios armênios na Turquia em agosto

Grupo organiza excursão para territórios armênios na Turquia em agosto

0
_SNC7428
Interior da igreja Surp Giragos em Dikranagerd, Armênia histórica

Baseada na França, a ONG armênia “Terra e Cultura”  (em armênio: Հող եւ մշակույթ, Transilerado: Khogh yev Mshaguit”) está organizando uma peregrinação em agosto de 2015 para a cidade de Dikranagerd, Armênia histórica, mas que hoje faz parte da Turquia sob o nome de Diyarbakir.

Agências de viagens de diversos países estão organizando grupos para essa grande peregrinação que acontecerá no mês de agosto deste ano em homenagem ao centenário do Genocídio Armênio. A peregrinação oferece um período de 3 a 10 dias de viagem e contará com diferentes itinerários que poderão ser escolhidos, todos eles partindo de Istambul ou de Yerevan. 

Muitos armênios, inclusive do Brasil, se recusam a colocar os seus pés na Turquia enquanto aquele país não reconhecer o crime contra os armênios e contra a humanidade, mas é sempre bom lembrar das palavras do grande poeta Saroyan, que dizia: “Precisamos de dois armênios para criar uma nova Armênia”.

Portanto, é necessário que a nova geração entenda a importância de estar presente e de volta à estas terras aonde ainda existem armênios, principalmente em um momento como esse (centenário do genocídio contra opovo armênio) como mostra ao governo turco que o plano de exterminar os armênios falhou.


Missa durante a peregrinação:


No dia 16 de agosto, a igreja Surp Giragos, localizada em Dikranagerd, realiza a Divina Liturgia e Festa de Assunção. No dia 17 será realizada a Missa de Requiem em Memória dos Mártires Armênios.

A igreja de Surp Giragos é a maior igreja armênia no Oriente Médio e foi construída em 1376, além de ser prova viva da densidade da população armênia na cidade antes do ano de 1915. Sua arquitetura se destaca como testemunho de quão avançada era a civilização armênia.

A igreja ficou em posse do governo da República da Turquia até meados da década de 1950, retornando aos aos armênios em 1961.

Em 2009 a igreja começou a ser reformada, sendo finalizada e aberta ao público dois anos depois.

Entretanto ainda faltava a torre do sino, que havia sido demolida durante o Genocídio Armênio sob o pretexto de ser maior do que os minaretes das mesquitas da cidade.

Porém, em 2012, o sino tocou mais uma vez para o povo armênio dentro de seus territórios históricos, após 97 anos de silêncio, em cerimônia de reinauguração da torre.

Na ocasião, o arcipreste da Igreja Apostólica Armênia do Brasil Der Boghos Baronian (nascido na Turquia) participou da cerimônia e missa de reinauguração da torre (leia matéria e entrevista com Der Boghos). 


Informações:

Tije Travel, agência de viagens autorizada para os interessados da América do Sul.
A Tije Travel está localizada na Calle (rua) San Martin 640, 4º piso, Buenos Aires – Argentina.

Telefone + 54 11 5272-8460 ou pelo e-mail: haberberian@tije.travel e jamorso@tije.travel

Armen Kevork Pamboukdjian Editor-chefe e redator do Estação Armênia. Nascido na capital Paulista, é formado em jornalismo pela Universidade Nove de Julho, em skate pela faculdade das ruas e em causa armênia pela universidade da luta e resistência.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *