Home Da Redação Veja como foi a comemoração dos 96 anos da Independência da Armênia

Veja como foi a comemoração dos 96 anos da Independência da Armênia

0
0

destacada mays 28 2014

Na tarde deste domingo (01/06) aconteceu o evento cívico-artístico em comemoração aos 96 anos da proclamação da Primeira Independência da Armênia em 1918.

Organizado em conjunto pela ACASP – Tashnagtsutiun e pela SAMA Clube Armênio, o evento teve a abertura à cargo do Grupo Escoteiro Sardarabad, que hasteou as bandeiras da Armênia, do Brasil e do Grupo Escoteiro.

Após a abertura os presentes rumaram ao Salão Tchilian, aonde o vice-presidente do SAMA, enger Nigol Nighossian, convocou a todos para entoarem os hinos nacionais do Brasil e da Armênia.

Após a execução dos hinos, Nigohossian fez menção aos presentes Hayr Nareg Berberian (Primaz da Diocese da Igreja Apostólica Armênia do Brasil), a senhora Maral Gananian (Hamazkayn de SP),  o engenheiro Carlos Garabet Giovoglanian (Comitê Central do Tashnagtsutiun), enger Dicran Boghtchalian (Tro Gomidê da ACASP-Tashnagtsutiun), do enger Jirair Mahseredjian (presidente do Conselho do Clube) e do enger Onnig Tamdjian (CNA Brasil).

Em seguida Hayr Nareg Berberian fez uso da palavra quando lembrou da importância do 28 de maio na história da Armênia e ressaltou sua alegria ao ver que o número de jovens escoteiros praticamente dobrou desde o último encontro.

Após as palavras do Primaz foi convidada ao púlpito a engeruhi Anahid Bogiatzian, que proferiu discurso inflamado e tocante sobre o 28 de maio e aproveitou para fazer um chamado à comunidade Armênia do Brasil para que trabalhe unida neste ano tão importante para o povo armênio, o ano do centenário do Genocídio Armênio.

 

Abaixo, assista ao discurso:


 

Após o discurso, foram convidados a tecladista Adrine Tcharkhetian, o guitarrista Felipe Mavichian e Ara Kedikian, responsável por tocar o Duduk, instrumento tipicamente armênio. O Trio tocou as músicas patrióticas Hay Katcher e Sardarabad, além da belíssima composição de Gomidas, a canção Alagyaz.

Na sequência, o Grupo de Danças Típicas Armênias Kilikia apresentou dois números distintos, o primeiro composto pelo quarteto masculino e o segundo pelo o trio feminino. 

Após as danças,  Can Saro Baron, um dos chefes do Grupo Escoteiro Sardarabad, fez uso da palavra e relembrou aos presentes o árduo trabalho de unir os jovens armênios em torno do grupo escoteiro. Ademais, elucidou também que o nome do grupo não é uma coincidência com a data, mas sim em homenagem à data, na qual o grupo foi formado há 9 anos.

Ao final da cerimônia, um bolo foi cortado ao som de parabéns, em comemoração ao aniversário do Grupo.

 

Veja mais imagens no link a seguir -> www.goo.gl/Jbc49J

Armen Kevork Pamboukdjian Editor-chefe e redator do site Estação Armênia. Nascido na capital paulista, é formado em Jornalismo pela Universidade Nove de Julho, em skate pela faculdade das ruas e em causa armênia pela escola da luta e resistência.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *