Home Da Redação Evento #SaveKessab é assunto no jornal Hora do Povo

Evento #SaveKessab é assunto no jornal Hora do Povo

0

Original: Hora do Povo

Genocídio de 1,5 milhão de armênios pelo Império Turco é lembrado em São Paulo

O Clube Armênio sediou evento em homenagem às vítimas do genocídio perpetrado pelo Império Otomano em 25 de abril de 1915.

horadopovoNestes 99 anos, desde o massacre que ceifou a vida de 1,5 milhão de armênios, as comunidades armênias se reúnem onde quer que estejam para combater o negacionismo, que é como denominam a insistência turca em rejeitar a responsabilidade pelo crime de lesa-humanidade durante o decorrer da Primeira Guerra Mundial.

“Foi o momento de desintegração do Império Otomano e a limpeza étnica foi para intimidar os armênios e prevenir que lutassem por autonomia nacional”, afirmou o historiador Heitor Loureiro. O professor de geopolítica, James Onnig Tamdjian, conectou o genocídio com a atual agressão aos armênios na cidade de Kessab (por onde o governo turco faz passar mercenários envenenados por um fanatismo religioso supostamente islâmico – pois o verdadeiro Islã difunde a tolerância entre as religiões) e cuja conseqüência já fez com que a maioria dos armênios tenham tido que sair da cidade.

Também falaram no ato o editor-chefe do Portal Estação Armênia, Armen Pamboukdjian, e o diretor de redação, Marcelo Mirzeian, além de outras personalidades presentes incluindo a jornalista Patricia Distchekenian (Opera Mundi).

Os vídeos apresentados mostraram depoimentos, fotos e documentos comprovando o morticínio e expuseram manobras como as do presidente dos EUA, Barack Obama, que durante a primeira campanha presidencial afirmou que “o genocídio armênio é inegável” e durante os anos que se seguiram a sua eleição nega-se sequer a falar abertamente do assunto.

*Nossos agradecimentos ao jornalista Natanael Braia que participou do evento. Esta edição estará disponível nas bancas até o dia 02/05/2014.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *