Home Da Redação Líder Curdo preso conclama a Turquia a reconhecer o genocídio armênio

Líder Curdo preso conclama a Turquia a reconhecer o genocídio armênio

0

ISTAMBUL, Turquia ( Armenian Weekly/Agos ) – O líder curdo Abdullah Öcalan condenado a prisão perpetua desde 1999, pediu que a Turquia e o mundo reconheçam o Genocídio Armênio em uma carta inédita publicada pelo jornal Agos de Istambul, poucos minutos atrás.

124185974_395768cPreso em Imrali, na sua carta ele repete inúmeras vezes o termo genocídio quando se refere a 1915 e qualifica a sobrevivência do povo armênio como “um grande milagre”, alcançado graças aos esforços e lutas dos armênios .

“Hoje, todo o mundo deve enfrentar a verdade histórica do que aconteceu com os armênios e compartilhar sua dor , abrindo o caminho para o luto”, disse Öcalan. “Inevitavelmente, a República Turca também terá que abordar esta questão com maturidade e enfrentar essa dolorosa história“, acrescentou.

Öcalan pediu a continuidade de uma luta conjunta pelos direitos humanos e  acusou as forças anti- democráticas e lobbies de bloquear a resolução da questão curda e armênia na Turquia, vendo o assassinato de Hrant Dink, como parte deste processo.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *