Home Esportes Armênia perde para Malta e se complica nas eliminatórias para a Copa do Mundo 2014

Armênia perde para Malta e se complica nas eliminatórias para a Copa do Mundo 2014

0

A seleção de futebol da Armênia enfrentou as seleção de Malta hoje, no estádio da República em Yerevan, pelas eliminatórias europeias para a Copa do Mundo de 2014, e o que se viu foi um futebol muito abaixo do esperado por parte dos armênios. 

Picture 3Logo no início da partida a seleção de Malta abriu o placar.

Mesmo após o gol maltês, a armênia continuou levando sufoco do adversário, que teve ao menos duas chances claras para aumentar o placar. A Armênia claramente estava sentindo dificuldades justamente na posição em que possui os melhores jogadores, o meio campo.

Ainda na primeira etapa, a Armênia não fazia por onde para chegar ao gol de empate. Os melhores momentos do primeiro tempo foram os escanteios, mas nenhum deles levou perigo ao gol adversário.

No 2º tempo a Armênia dominou as ações, buscou o empate desde o começou mas esbarrou em suas limitações técnicas. Araz Osbiliz, Marcos Pizzelli e Hnrikh Mkhitaryan não apresentaram bom futebol e a Armênia perdeu para o último colocado do grupo e praticamente deu adeus às chances de disputar uma vaga para a Copa do Mundo de 2014.

Com a vitória, Malta chega a 3 pontos e empata com a Armênia na lanterna do grupo.

Fica agora a lição de que o técnico Vardan Minasyan não tem a melhor formação tática para a equipe. É hora da Federação de Futebol Armênia pensar em outro treinador mais experiente, talvez algum estrangeiro.

A seleção da Armênia precisa, urgentemente, investir em suas categorias de base, pois daqui pra frente os três jogos restantes nas eliminatórias servirão apenas de laboratório para as eliminatórias da próxima eurocopa, que começam apenas no final de 2014.

Armen Kevork Pamboukdjian Editor-chefe e redator do Estação Armênia. Nascido na capital Paulista, é formado em jornalismo pela Universidade Nove de Julho, em skate pela faculdade das ruas e em causa armênia pela universidade da luta e resistência.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *