Home Da Redação Jornalistas são presos na Turquia
0

Jornalistas são presos na Turquia

0

PanArmenian –

A família do jornalista Armênio-Turco Hrant Dink, assassinado em 2007, deu o seu apoio a dois proeminentes jornalistas que foram presos no fim de semana em conexão com uma suposta tentativa de golpe.

As prisões de Nedim Sener e Ahmet Sik geraram uma revolta generalizada entre os veículos de imprensa e organizações não governamentais. Jornalistas protestaram as prisões de seus colegas Domingo na frente do tribunal no distrito de Besiktas em Istambul, acompanhados do irmão de Dink, Khosrov Orhan Dink, que esperou com o resto do grupo até o amanhecer para ouvir a decisão da corte e dar seu suporte à Sener e Sik.

A mulher de Dink, Rakel Dink, também visitou a esposa de Sener a fim de ampara-la.

Sener já havia sido julgado por um livro que escreveu sobre o caso da morte de Dink, em que foi acusado de “fazer de alvos funcionários públicos”, “obtenção de documentos secretos” e “exposição de documentos secretos”. Ele foi absolvido de todas as acusações em junho de 2010.

Em sua coluna diária Posta no dia 25 de Fevereiro Sener escreveu que foram feitas ameaças contra ele após ter sido revelado que a policia acusada de negligência na morte de Dink estava também envolvida no inquérito Ergenekon.
A organização dos jornalistas turcos, no dia 6 de Março, visitou as casas dos dois repórteres para mostrar seu apoio pela família dos seus colegas e protestar suas prisões em uma óbvia tentativa de golpe.

“As manifestações em protesto das prisões de Sik e Sener vão continuar”, declararam jornalistas em uma declaração à imprensa durante os eventos de Domingo, que foram organizados pela Associação de Jornalistas Turcos, ou TGS, pelo Conselho de Imprensa e várias outras organizações não-governamentais.

A união dos jornalistas declarou que iriam se reunir em Istambul no dia 8 de Março para planejar um cronograma de manifestações em protesto às recentes prisões e contra outras recentes intervenções na liberdade de imprensa na Turquia.

Organizações internacionais de liberdade de imprensa e comentaristas ocidentais, incluindo a embaixada americana na Turquia, condenaram a perseguição do gorverno turco à jornalistas, segundo o Hurriyet Daily News.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *