Home Da Redação Livro: A História do Embaixador Morgenthau

Livro: A História do Embaixador Morgenthau

0

ISTOÉ

Alemão naturalizado americano, o diplomata Henry Morgenthau (1856-1946) foi embaixador dos EUA em Constantinopla, na Turquia, entre os anos de 1913 e 1916. Seu livro “A História do Embaixador Morgenthau” (Paz & Terra), traduzido pela primeira vez no Brasil, é considerado um clássico sobre a questão do Leste Europeu, sobretudo quando descreve um dos maiores extermínios do século XX, o genocídio armênio.
Calcula-se que um milhão e meio de pessoas foram massacradas sob as ordens do então Império Otomano, uma realidade que a Turquia ainda hoje se recusa a admitir. Alvo da influência alemã, que a queria como aliada na Primeira Guerra Mundial, segundo Morgenthau a nação turca empreendeu uma limpeza étnica na população católica do país e, para isso, fez uso de trabalhos forçados, torturas, expoliações e deportações descritos em detalhes no capítulo “O Assassinato de Uma Nação”.

Mais tarde, o tirano nazista Adolf Hitler repetiria esse procedimento com o povo judeu. Teria dito: ninguém mais se lembra dos armênios. Esse livro é um prodigioso esforço no sentido contrário.

Leia um trecho do primeiro do livro: UM SUPER HOMEM ALEMÃO EM CONSTANTINOPLA:

Quando comecei a escrever estas reminiscências do meu período em Constantinopla como embaixador, os planos da Alemanha no Império Turco e no Oriente Próximo pareciam ter alcançado um sucesso temporário. Os Poderes Centrais haviam aparentemente desintegrado a Rússia, transformado o Mar Báltico e o Mar Negro em lagos alemães e obtido uma nova rota para o Oriente através do Cáucaso. Naquelas circunstâncias, a Alemanha dominava a Sérvia, a Bulgária, a Romênia e a Turquia, e considerava suas aspirações a um novo Império Teutônico, que se estendesse do Mar do Norte ao Golfo Pérsico, praticamente realizadas.

O mundo agora sabe, emboranão entendesse claramente esse fato em 1914, que a Alemanha precipitou aguerra para destruir a Sérvia, assumir o controle das nações balcânicas, transformara Turquia em um Estado vassalo e, assim, obter um enorme Império Orientalque formaria a base para um domínio mundial ilimitado. Essas agressões alemãsno Oriente signifiacaram que seu amplo programa havia sido bem-sucedido?

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *